Francisco Laranjeira

Água

Depois da construção da barragem do rio Sabor, mais de 2700 hectares de terras entre Alfândega da Fé e Torre de Moncorvo ficaram submersos por uma massa de água com profundidades até 60 metros que transformaram irreversivelmente a paisagem sociogeográfica da região. Em 2013 e 2014 a capela de Santo Antão, em Alfândega da Fé, foi desmontada pedra a pedra e transladada da margem do velho rio para um novo santuário no cimo dum monte próximo onde as águas da barragem não chegarão. Em 2014, Isidro, o pastor que habitava os arredores da ermida, vendeu as suas cabras e regressou definitivamente à sua aldeia natal. Água é o processo mutante em que fluem estas e outras histórias.

22 Janeiro 2020 – 21h-22h
Inauguração e apresentação de registos audiovisuais captados na região de Agosto 2013 a Agosto de 2015.
22 Janeiro – 25 Fevereiro – 20h-23h (todos os dias)
Projeção do vídeo cumilha123.
cumilha123 – vídeo digital 2’13” (loop) (sem som)